FINIMP

 

          Financiamento de Importação - Linha de crédito externa concedida por prazo determinado destinada a financiar o importador brasileiro, pelo valor parcial ou total da importação, permitindo pagamento imediato ao exportador estrangeiro, conforme negociação

 

          Pontos Principais:

  • O negociador deve ter uma LINHA DE CREDITO com o banco para solicitar o financiamento ao banco.
  • Dinheiro não é depositado na conta do importador o pagamento é feito através das Invoices emitidas pelos fornecedores internacionais.
  • Montante e juros pré-definidos.
  • O encerramento do contrato acontece com todas as parcelas do principal, de juros e encargos são pagas.

 

ACC/ACE

 

ACC - Adiantamento sobre contrato de câmbio

 

  • Adiantamento feito sem Invoice (Embarque).
  • Dinheiro depositado na conta do exportador.
  • Taxas maiores.
  • Benefício para produção, mão-de-obra, etc.
  • Benefício para oferecer melhores condições de pagamento na venda.
  • Montante e Juros sem datas de pagamento pré-definidas.

 

ACE - Adiantamento sobre Cambiais Entregues

 

  • Adiantamento feito com Invoice (Embarque)
  • Todo ACC pode ser transformado em um ACE, quando vincular as Invoices.
  • Taxas menores.

 

 

Pré-Pagamento de Exportação

 

          Consiste em uma modalidade de financiamento ao exportador, na fase pré-embarque da mercadoria, com recursos levantados junto a um Banco no exterior.

  • O Banco assume a função de agente financiador
  • São assinados os contratos de Financiamento de Pré-Exportação, emissão de Garantia Bancária, Mercantil de compra e venda de mercadoria.
  • O Banco internaliza os recuros e faz o pagamento em moeda nacional ao Exportador
  • A divida do exportador passa a ser representada pelos juros da operação, mais o embarque da mercadoria.
  • A finalização ocorre com o embarque e o pagamento feito pelo importador
  • Os bancos no exterior exigem uma carta de garantia (Refundment Bond ou Advanced Payment Guarantee), para cobertura caso o exportador não embarque a mercadoria ou o importador não efetue o pagamento.
  • Recebimento integral correspondente ao valor da mercadoria a ser embarcada
  • A divida do exportador é paga com a própria mercadoria, sendo que o pagamento é efetuado pelo importador ao banco
  • Os juros são inferiores quando comparados com os do mercado interno

 

Securitização de recebíveis de Exportação

   

        Caracteriza-se como uma operação estruturada para captar recursos no mercado externo mediante a cessão de recebíveis, oriundos de contratos de exportação.

  • Taxas de juros inferiores ao cobrado no mercado interno.
  • Prazo superior aos tradicionais empréstimos bancários (Normalmente acima de 361 dias).
  • Proteção contra desvalorizações cambiais, pois o empréstimo pode ser pago com recursos provenientes de exportações.
  • A lei de falências garante que em caso de falência da empresa cedente, não há contaminação do fundo.
  • O exportador pode abrir uma conta de depósito em moeda estrangeira no exterior (reserve account), paga pagamento dos principal, juros e encargos.
  • Pela montagem complexa e demorada e por envolver várias instituições, a Securitização é uma operação cara e o numero de operações dessa natureza ainda é pequeno.

 

EASY FINANCING - (SIGAEFF EFF)

 

Easy Financing Control

 

          Oferece controle de financiamentos de importação e exportação, apresentando uma visão detalhada sobre contratos, com informações relacionadas aos juros, encargos, prazos e vinculações.

 

  • Controle e saldo das Linhas de Crédito, por banco.
  • Controle e saldo dos R.O.F.s (Registros de Operações Financeiras) e FINIMPs.
  • Acompanhamento de processos financiados junto a Instituições financeiras.
  • Acompanhamento de processos financiados junto aos Fornecedores.
  • Apuração de valores e vencimentos de principal, juros e I.R..
  • Controle das parcelas de principal, juros e I.R. a vencer
  • Controle dos pagamentos de principal, juros e I.R..
  • Controle de despesas do contrato e controle de encargos;
  • Controle de Pré-Vinculação de Invoices embarcadas e não embarcadas;
  • Controle de repactuação de parcelas em atraso;
  • Solução nativa PROTHEUS, com integração com os módulos de Importação, Exportação, Financeiro (Protheus);
  • Relatórios gerenciais e estatísticos para acompanhamento de juros, variação cambial, amortizações, entre outros.
  • Controle de contratos: A.C.C. / A.C.E. / Pré-pagamento / Securitização.
  • Vinculação de Invoices
  • Controle de Saldos US$ e R$
  • Follow-up vencimentos
  • Liquidação
  • Apuração de juros - total e mensal
  • Posições por Instituição Financeira

 

Integrações padrão com Protheus / TOTVS ®

 

Easy Import Control (SIGAEIC)

 

  • Vinculação da Invoice de importação

 

Easy Export Control (SIGAEEC)

 

  • Vinculação da Invoice de exportação

 

Financeiro (SIGAFIN)

 

  • Movimentação bancária (entrada de recursos) no caso da exportação.
  • Empréstimo passa a ser apresentado no fluxo de caixa, conforme vencimento
  • Geração/baixa dos titulos de juros / principal / despesas / encargos
  • As contabilizações são efetuadas à partir das integrações com o financeiro utilizando os LP (Lançamentos Padrão) do sistema